15 dicas para controlar a ansiedade.

15 dicas para controlar a ansiedade.

 

Livre-se deste incômodo tomando algumas atitudes no dia a dia

Escrito por Adriana de Araújo

Psicologia - CRP 56802/SP

 

 

ansiedade é um estado caracterizado por medo, apreensão, mal-estar, desconforto, insegurança, estranheza do ambiente ou de si mesmo e, muito frequentemente, pela sensação de que algo desagradável está para acontecer. Além dos medicamentos convencionais, existem algumas alternativas naturais que podem nos ajudar a controlar a ansiedade. Veja algumas delas:

 

 

1. Pratique atividades físicas

A forma mais comum de controlar a ansiedade é a prática de exercícios. Praticar atividades físicas ajuda a lidar com estados de ansiedade porque eleva a produção de serotonina, substância que aumenta a sensação de prazer. Essa alternativa costuma funcionar dependendo da disposição da pessoa, uma vez que nem todo mundo gosta de praticar exercícios.

 

Caminhar três vezes por semana, por pelo menos meia hora, já pode ajudar a lidar com a ansiedade. O momento da caminhada, além de ser um exercício para o corpo, também pode ser aproveitado para trabalhar a mente, sob a forma da meditação ativa. Quando você anda, pensa. A caminhada de meia hora é um movimento repetitivo e você acaba pensando nos pontos geradores de ansiedade que precisa trabalhar.

2. Reduza seu estresse diário

Pessoas com tendência a ansiedade precisam reduzir o seu estresse diário e existem diversas formas de fazer isso. Para as que ficam estressadas com mais facilidade recomendo sessões de acupuntura regulares, além de meditação. Muitos pacientes com ansiedade se beneficiam também de tratamentos alternativos como a homeopatia e o uso de florais de Bach.

ioga oferece ao praticante a possibilidade de aprender a controlar sua mente e seu corpo. Este controle, que é obtido através de uma combinação de técnicas respiratórias, corporais e de meditação. Tem como resultados o aumento da flexibilidade, fortalecimento dos músculos, aumento de vitalidade e maior controle sobre o estresse. Além da ioga, outra alternativa de controle da ansiedade são as massagens. Se tiverem uma abordagem mais oriental, buscando o equilíbrio emocional, melhor.

 

3. Experimente controlar a respiração

Para reduzir as reações do sistema nervoso autônomo, devemos fazer o controle da respiração. Isto pode ser feito compassando a respiração e inspirando lentamente pelo nariz, com a boca fechada. Ao inspirar deixar o abdome expandir-se, ou seja, estufar a barriga e não o peito. Depois, expirar lentamente, expelindo o ar pela boca. Isto pode ser feito em qualquer lugar, a qualquer hora. Além disso, quando você estiver em um ambiente silencioso e com possibilidade de ficar deitado, use uma técnica de relaxamento. O relaxamento combinado com a respiração diafragmática, certamente, reduzirá a respiração ofegante, a taquicardia e o tremor.

 

4. Evite pensamentos negativos

Em situações de ansiedade que se estendem por longos períodos, recomenda-se que a pessoa evite os pensamentos negativos ou catastróficos. Deve-se tentar dimensionar a gravidade da situação, questionando a si mesmo se existe uma forma alternativa de análise, se estamos superestimando o grau de responsabilidade que temos nos fatos ou se estamos subestimando o grau de controle que podemos ter.

 

Uma vez avaliada a situação, devemos substituir os pensamentos sobre o evento temido, principalmente os negativos. Sempre que um pensamento negativo se iniciar, devesse substituí-lo por outro pensamento qualquer, preferencialmente, agradável. Isto certamente não é fácil de ser feito, mas é possível e trata-se de um aspecto importante, pois os pensamentos e as falas negativas agravam a situação, intensificando as respostas autonômicas, como o mal-estar e o descontrole respiratório.

 

5. Invista em alimentos com triptofano

Para controlar a ansiedade, podemos ingerir alimentos que sejam fonte de triptofano, um aminoácido precursor da serotonina, como a banana e o chocolate. Outra possibilidade é ingerir o triptofano em cápsulas, junto com vitamina B6 e magnésio.

Outros aminoácidos que podem ajudar são a taurina e a glutamina. Eles aumentam a disponibilidade de um neurotransmissor chamado GABA, que o organismo usa para controlar fisiologicamente a ansiedade. Eles também podem ser ingeridos em cápsulas, mas apenas com a orientação de um médico especialista.

6. Tome um chá

A maioria dos chás possui substâncias que funcionam como sedativos suaves e podem ajudar no controle da ansiedade diária. As plantas mais conhecidas e estudadas com essa ação são a passiflora, a melissa a camomila e a valeriana.

7. Mantenha foco de atenção no presente

Quando sua mente está dedicada integralmente ao momento atual você tem total capacidade de análise, julgamento e ação, portanto esta é uma boa forma de controlar a ansiedade. Quando a mente passeia aleatoriamente entre passado e futuro sem direcionamento para um planejamento você pode se perde nas ideias e a ansiedade pode iniciar ou piorar.

8. Seja mais organizado

Quem vive na bagunça gasta tempo para achar o que precisa, acumula coisas sem utilidade, dificultando o bem-estar e acaba por criar sentimentos de ansiedade. Trabalhar, estudar e viver em ambiente minimamente organizado ajuda no equilíbrio emocional e controle da ansiedade. Além disso, pessoas com uma organização maior do seu tempo conseguem aproveitá-lo melhor, o que reduz muitos fatores causadores de ansiedade.

9. Esteja com quem você ama

Conviver com pessoas queridas da família, amigos e conhecimentos que se tenha afinidade faz toda diferença na qualidade de vida. A companhia de quem amamos é especial para nosso emocional. Quem está bem vive mais relaxado e menos ansioso.

10. Dedique tempo para se cuidar

Reservar algum tempo do dia para você e ser capaz de ouvir suas reais necessidades pode contribuir diretamente para o controle da ansiedade. Saber olhar para si, atender e contribuir para sua meta de vida é uma ação de grande poder para sua vida. Seja capaz de dedicar um pouco de tempo e energia a você mesmo.

 

11. Cuide dos pensamentos para sorrir mais

Atenção ao que você pensa, pois isso terá impacto direto no seu humor. Avalie suas ideias. Ponha um ponto final em ?filmes mentais? de assuntos negativos sem resolução. Seja capaz de se planejar, programar e ser forte, sem precisar montar um cenário terrível em sua mente. Com pensamentos mais leves, você perceberá o mundo de outra forma e isso lhe ajudará a sorrir mais. O riso, o sorriso faz bem para a cura emocional, relaxa e diminui a ansiedade.

12. Confie mais em si mesmo

Você é (ou deveria ser), sem dúvida alguma, a sua melhora companhia. Não há ninguém que estará ao lado mais tempo que você mesmo, por isso, invista nessa bela ?parceria? com você mesmo. Seja fiel a você. Confie mais e isso lhe dará forças para lidar com a ansiedade do dia a dia.

13. Desenvolva congruência

Quem pensa de um jeito, age de outro e diz ainda outra coisa terá, com toda certeza, ansiedade. Buscar equilíbrio entre o que se quer e o que faz pode contribuir para a harmonia do seu dia. O que está por trás das suas ações? Quais suas reais intenções ao agir? Você atende as suas reais necessidades? Pense com carinho nestas perguntas e tende observar quais atitudes podem ajuda-lo.

14. Fortaleça o autoconhecimento

Quem se conhece bem, sabe respeitar seus limites, consegue dizer não e é capaz de se proteger tem menos ansiedade que outras pessoas que estão ainda aprendendo a se conhecer. Quem tem total aceitação de si mesmo pode pensar, dizer e agir sem culpa com total alinhamento das suas necessidades.

15. Cuide bem do seu momento antes de dormir

Evite ações que levam a agitação, preocupação e desgaste. Nem sempre podemos prever o que pode acontecer pouco antes de dormir, mas aquilo que depende de nós devemos fazer bem feito. Procure conversar assuntos mais sérios fora do horário de ir para cama. Ponha um freio mental em pensamentos de tomada de decisão em momentos de relaxamento. Mudar a vida dentro da cabeça na hora de ir dormir só gera ansiedade e perda de sono.

by http://www.minhavida.com.br

BOLO DE LARANJA, NOZES E CANELA

BOLO DE LARANJA, NOZES E CANELA

Ingredientes:

100 g de Açúcar Mascavado;
4 Ovos;
Raspa de Limão;
180 g de Farinha;
1 Iogurte Natural;

80 g de Manteiga Amolecida;
80 ml de Sumo de Laranja;
Canela e Açúcar q.b;
80 g de Farinha Maizena;
Nozes.

Preparação:

Comece por ligar o forno à temperatura de 180ºC.
Depois, amoleça a manteiga, junte-lhe o açúcar mascavado e bata muito bem até conseguir obter um creme.
A seguir, acrescente os ovos, um a um, e vá sempre batendo em cada adição.
Entretanto, junto o sumo de laranja, o iogurte, a raspa de limão e bata muito bem.

Agora, peneire as farinhas a adicione à massa anteriormente obtida.
Continue a bater até que esteja tudo muito bem misturado.
Pegue numa forma, unte com um pouco de manteiga e coloque metade da massa lá dentro.

Depois, polvilhe com um bocado de açúcar e canela e disponha algumas nozes. Volte a colocar a restante massa por cima, e polvilhe novamente com o açúcar, canela e nozes.
Leve o bolo ao forno, previamente aquecido, durante cerca de 40 minutos.
Assim que estiver cozido, retire do forno, deixe arrefecer totalmente e só depois é que deverá desenformá-lo.

Fonte:https://www.receitassimples.pt

Dançar pode ajudar as pessoas a envelhecerem melhor.

Dançar pode ajudar as pessoas a envelhecerem melhor.

Dançar pode ajudar as pessoas a envelhecerem melhor, diz estudo

Dançar pode não ser apenas pura diversão, já que a atividade traz diversos benefícios à saúde

 

 

 

Seja em uma festa ou em casa, a dança é sempre uma atividade extremamente prazerosa, que faz bem não apenas para a saúde física, como mental. Isto porque ela melhora a flexibilidade, a coordenação motora e proporciona o bom humor. Porém, um novo estudo realizado pela Universidade de Tecnologia de Queensland, na Austrália, mostra que dançar faz com que você envelheça melhor, porque a atividade aumenta a felicidade.

 

 

Como o estudo foi feito

Durante um experimento de três meses, os pesquisadores acompanharam um grupo de pessoas que realizava atividades relacionadas à dança. A conclusão, após questionarem essas pessoas, foi que elas apresentaram melhorias nos níveis de energia e na postura, além de terem obtido uma grande sensação de conquista. Se sentiram mais alegres e passaram a aproveitar mais os momentos relacionados ao coletivo e à amizades.

 

A dança por causar felicidade, faz com que envelheçamos com pensamentos positivos e posturas otimistas em relação a vida. Isto pode prevenir o surgimento de doenças como a ansiedade e a depressão, que afetam diretamente na saúde física, o que pode acarretar em doenças graves, já que nosso emocional está intimamente ligado ao sistema imunológico.

"Um dos focos da pesquisa foi investigar o que levou adultos a participarem de atividades como o balé, e descobrimos que melhorar a saúde e o bem estar era um dos principais motivos", afirma Felicity Mandile, um dos autores do estudo, em entrevista ao site Deccanchronicle.

Aliás,o balé figura entre uma das atividades físicas mais visadas entre os adultos, e é considerada uma atividade altamente prazerosa. As pessoas que o fazem, reportaram que acharam o exercício positivamente eufórico e transformacional, porque fez com que eles tivessem grande satisfação em participar de um compromisso social a toda semana.

 

Por quais outros motivos devo começar a dançar?

O estudo relaciona a felicidade com um melhor envelhecimento, mas os benefícios vão além disto. Listamos algumas das melhorias que a dança pode trazer à sua vida:

Aumenta a frequência cardíaca

Com um aumento da frequência cardíaca, a circulação de sangue é estimulada, melhorando a capacidade respiratória.

Ajuda a perder peso

Em apenas 30 minutos de atividade, a dança é capaz de eliminar muitas calorias. Quem dança bolero queima, em média, 175 kcal. Já quem prefere o forró ou o samba de gafieira pode perder 235 kcal. Mas o rock é o verdadeiro campeão na perda de peso. Em meia hora é possível perder 275 kcal. Então se o seu objetivo é emagrecer, a dança pode ser uma grande aliada.

Libera endorfina

A endorfina é uma substância conhecida por gerar prazer, sendo assim, você estará em um estado mental positivo e feliz sempre que dançar, pois a atividade causa a liberação do hormônio no corpo.

Traz impactos positivos à sua vida social

A dança é essencialmente uma atividade social. Ela estimula o diálogo e permite a troca de experiências, o que pode ajudar a superar a timidez e trazer autoestima.

by www.minhavida.com.br

PAVÊ DE BIS DELICIOSO

PAVÊ DE BIS DELICIOSO

INGREDIENTES

1 litro de leite

1 caixa de leite condensado

4 colheres de sopa de amido de milho

2 gemas

1 caixa de chantilly

2 caixas de Bis

 

MODO DE PREPARO

Em uma panela, adicione o leite, o leite condensado, o amido de milho e as gemas

Com fogo brando, mexa sem parar, até obter uma consistência grossa (em ponto de mingau) ou até observar que está desgrudando da panela

Reserve

Esfarele os bis no liquidificador

Após isso, unta um pirex com uma camada de Bis

Depois alterne com uma camada de creme e outra de Bis

Por último, adicione o chantilly e decore com alguns chocolates

Leve à geladeira até servir

by. www.tudogostoso.com.br

Escrever sobre seus erros pode trazer benefícios para sua vida, diz estudo

Escrever sobre seus erros pode trazer benefícios para sua vida, diz estudo

Os erros são inerentes ao ser humano. Eles são importantes, porque mostram pontos em nossas vidas que devem ser melhorados, para que tenhamos um melhor rendimento em situações semelhantes que possam vir a acontecer. Porém, com nossas rotinas aceleradas, pode ser uma tarefa difícil refletir sobre o passado. Mas acredite, este hábito pode ser de grande ajuda para o autoconhecimento. Um estudo realizado por profissionais das universidades de Rutgers, Pennsylvania e Duke mostra que escrever sobre momentos negativos por 10 minutos pode fazer com que você lide melhor com tarefas que exijam persistência.

O estudo partiu do pressuposto que momentos estressantes envolvendo erros podem nos ajudar a criar mais força em situações futuras, nos auxiliando a não nos sufocar psicologicamente com a pressão de momentos intensos. Este exercício pode inclusive auxiliar estudantes que irão realizar uma prova, e estão se sentindo inseguros. Escrever sobre os erros passados possibilita uma maior reflexão de pontos a serem trabalhados, para que no próximo teste, eles tenham conhecimento de ações à não serem repetidas, tendo assim, uma nota maior.

"Por muito tempo, nos foi dito para nos mantermos positivos. Porém, a reflexão sobre uma falha do passado, mudou a maneira que os participantes do estudo reagiram psicologicamente com a possibilidade de um erro futuro", diz Brynne DiMenichi, um dos autores do estudo em entrevista ao site Mic.com.

Como o estudo foi realizado

Os autores reuniram cem voluntários para a pesquisa e os separaram em dois grupos. Um grupo escreveu sobre um erro passado, e o outro escreveu sobre o último filme que viram. Depois, para testar os efeitos que essas atividades teriam em alguma atividade, ambos grupos fizeram um teste de 30 minutos em um computador, onde eles tinham que rapidamente indicar se a letra mostrada na tela era uma consoante ou uma vogal.

O grupo de candidatos que não escreveram sobre seus erros mostraram duas vezes mais erros do que os demais participantes. Já o grupo que escreveu sobre seus erros, fizeram escolhas com mais calma e precisão.

Conclusão

DiMenichi diz que seu estudo é apenas um passo inicial, e admite que os dados ainda não são fortes o suficiente para evidenciarem sua proposta. Não se sabe ao certo se as melhorias no aprendizado advém do processo da escrita ou da reflexão que a escrita exige, mas admite que provavelmente os benefícios vêm da reflexão.

Porém, independente dos rumos que a pesquisa irá tomar e se a técnica será comprovada, é importante praticar o autoconhecimento. Uma maior consciência sobre quem somos nos permite saber nossas qualidades, falhas e limitações. Ao nos adaptarmos à alguns detalhes de nossa personalidade, usando a autopercepção, nos tornamos pessoas mais otimistas e menos frustradas frente às adversidades do cotidiano.

by http://www.minhavida.com.br

BIFE A ROLÊ (BRACCIOLA)

BIFE A ROLÊ (BRACCIOLA)

INGREDIENTES

600 g de coxão mole cortado em bifes (6 bifes grandes)

6 fatias de bacon

1 cenoura pequena

1 talo de salsão

1 cebola

3 dentes de alho

¼ de xícara (chá) de extrato de tomate

1 l de água (ou caldo de carne caseiro)

1 canela em rama

1 colher (chá) de pimenta síria

2 folhas de louro

1 ½ colher (sopa) de manteiga

1 ½ colher (sopa) de farinha de trigo

azeite a gosto

salsinha picada a gosto

MODO DE PREPARO

Separe palitos de dente para fechar as bracciolas. Retire os bifes da geladeira e deixe em temperatura ambiente, enquanto prepara os outros ingredientes – a carne não pode estar gelada na hora de ir para a panela.

Descarte as folhas, lave e seque o talo do salsão; descasque a cenoura e corte os legumes em palitos finos de 6 cm de comprimento. Assim eles cabem certinho dentro de cada bife. Descasque e pique fino a cebola e os dentes de alho. Corte as fatias de bacon ao meio.

Para montar: corte os bifes ao meio, no sentido da largura – assim eles ficam no tamanho ideal para cozinhar. Tempere os dois lados com sal e pimenta; cubra com um pedaço de bacon, numa das pontas coloque 2 palitos de cada legume, enrole o bife e prenda, espetando com dois palitos de dente.

Leve a panela de pressão, sem a tampa, ao fogo médio. Quando aquecer, regue com 1 colher (sopa) de azeite e doure os bifes rolês em etapas, por 3 minutos de cada lado. Se colocar todos de uma vez só eles vão cozinhar no vapor em vez de dourar. Transfira para uma travessa e repita com o restante, regando com azeite a cada leva.

Mantenha a panela em fogo médio e regue com ½ colher (sopa) de azeite. Junte a cebola picada, tempere com sal e refogue por 3 minutos até começar a dourar. Acrescente o alho, o louro, a canela, a pimenta-síria e mexa por 1 minuto para perfumar.

Adicione o extrato de tomate e mexa bem. Regue com a água e misture raspando o fundo da panela para dissolver os queimadinhos – eles dão sabor ao molho. Tempere com sal e, assim que ferver, volte as bracciolas para panela, tampe e aumente o fogo para alto. Quando começar a apitar, abaixe o fogo e deixe cozinhar por mais 30 minutos.

Enquanto isso coloque a manteiga numa frigideira pequena e leve ao fogo médio. Assim que derreter, acrescente a farinha de trigo e mexa bem por 2 minutos – essa mistura de manteiga e farinha, chamada roux, vai engrossar o molho. Desligue o fogo e reserve.

Passado o tempo de cozimento, desligue o fogo. Deixe o vapor sair e a válvula parar de apitar antes de abrir a panela de pressão. Com uma concha, transfira 1 xícara (chá) do caldo do cozimento para a frigideira com o roux e misture bem para dissolver os gruminhos de farinha. Volte a mistura para a panela com as bracciolas e deixe cozinhar em fogo médio por mais 15 minutos, até o molho engrossar. Desligue o fogo e misture a salsinha picada e sirva a seguir.

by www.panelinha.com.br

Nutrição 4P: uma nova forma de encarar a alimentação e a saúde

Nutrição 4P: uma nova forma de encarar a alimentação e a saúde

Professor explica por que o foco na prevenção (inclusive à mesa) é decisivo para contra-atacar os principais males da humanidade

A alimentação pode ser individualizada a cada pessoa. (Foto: Alex Silva/A2 Estúdio)

As doenças crônicas, em especial a obesidade, o diabetes, os problemas cardiovasculares e o câncer, representam enormes desafios para a nossa sociedade. As projeções são bastante preocupantes e indicam aumento drástico de novos casos e mortes associadas nas próximas décadas, principalmente nos países em desenvolvimento como o Brasil. Esse cenário gera questionamentos sobre as limitações do modelo vigente de atenção à saúde e exige uma mudança urgente de paradigma.

É em tal contexto que surgem novas propostas de atuar na prevenção e no controle dessas doenças. Em um artigo recente, de autoria de cientistas de vários centros de pesquisa pelo mundo, os estudiosos se debruçaram sobre os males cardiovasculares — principal causa de morte da atualidade — sob a perspectiva de um movimento chamado Medicina 4P (de preditiva, preventiva, personalizada e participativa).

Esses autores destacam que existe um continuum saúde/doença, que pode ser dividido em quatro etapas principais. Na primeira fase (A), o indivíduo encontra-se em um estado de saúde e apresenta a capacidade de lidar com fatores estressores, tanto fisiológicos como psicológicos.

Na transição para a fase B, o acúmulo de exposições a elementos prejudiciais como má alimentação e sedentarismo induz alterações sutis que indicam sinais precoces de doenças — caso do aumento da pressão arterial, da glicemia e dos níveis de gordura no sangue. Frequentemente, o indivíduo desconhece o que está acontecendo e nem percebe sintomas.

A transição para a etapa C, em que ocorre a manifestação de sinais mais graves como dor no peito e falta de ar, se desenrola de maneira lenta. E é só a partir daí que, em geral, se inicia o cuidado tradicional em saúde. Por isso dizemos que ele é reativo em sua essência. Apesar desses cuidados, sabemos que muitas pessoas caminharão para a última etapa daquele continuum: os desfechos das doenças cardiovasculares, caso de infarto e derrame.

O que se sabe é que tanto essas condições, como outras enfermidades crônicas não transmissíveis, tendem a se desenvolver num período de décadas. Portanto, do ponto de vista da medicina 4P, o foco deve ser mudado do tratamento (modelo reativo) para a prevenção (modelo proativo).

Acontece que o conceito de 4P pode também ser alinhado à nutrição. E a alimentação tem um importante papel na prevenção das doenças crônicas. Nos estágios iniciais do continuum saúde/doença, as alterações metabólicas, celulares, bioquímicas e genômicas são sutis e passíveis de serem normalizadas pela atuação de nutrientes e compostos bioativos dos alimentos. Claro que, via de regra, eles apresentam uma potência mais baixa e uma menor seletividade quando comparados a medicamentos.

Além disso, o aspecto de personalização — bastante incorporado na medicina — também vem sendo considerado na nutrição. Já há até um campo de estudo para isso, a nutrigenômica. Esse aspecto se baseia na constatação de que duas pessoas que ingerem a mesma refeição podem apresentar respostas metabólicas e genéticas bastante distintas. Fatores que podem influenciar essa variabilidade individual e o próprio risco para determinadas doenças incluem os genes de cada um e o microbioma intestinal (conjunto de micro-organismos que vive no aparelho digestivo).

As pesquisas atuais investigam como essas características interferem com o estilo de vida (alimentação, sono, atividade física…) e impactam nesse continuum saúde/doença.

Finalmente, temos o lado participativo do conceito 4P, e que é bastante relevante para a nutrição. Se por um lado temos cidadãos mais proativos e informados, por outro temos de lembrar que o acesso disseminado às notícias e orientações sobre saúde e alimentação na internet e nas redes sociais nem sempre leva a informações consistentes do ponto de vista científico. É essencial que os profissionais de saúde reconheçam essa tendência de mudança de atitude do paciente, que hoje até pode discutir as condutas prescritas no consultório, para criar uma interação mais participativa e efetiva.

Ao incorporar o modelo dos 4Ps na área da nutrição, estimularemos a mudança de paradigma na atenção em saúde e contribuiremos para que tenhamos uma maior ênfase na prevenção e no indivíduo.

* Thomas Prates Ong é farmacêutico-bioquímico, livre-docente em nutrição humana, professor do Departamento de Alimentos e Nutrição Experimental da Faculdade de Ciências Farmacêuticas da Universidade de São Paulo (USP) e secretário-geral da Sociedade Brasileira de Alimentação e Nutrição (SBAN)

Panqueca de Tapioca

Panqueca de Tapioca

Ingredientes da massa

– 2 xícaras de farinha de tapioca;
– 2 ovos;
– 4 colheres (de sopa) de leite de coco;
– 1 colher (de café) de sal.

Modo de preparo da massa

Misture bem a farinha de tapioca, os ovos, o leite de coco e o sal;

Pegue meia concha da mistura e coloque em uma frigideira. Caso a sua frigideira seja maior, aumente a quantidade da mistura, de modo a cobrir todo o utensílio de cozinha;

Após alguns minutos, vire a panqueca. Tenha atenção, pois as panquecas assam muito rapidamente.

Ingredientes do recheio

– 250 g de ricota amassada;
– 2 colheres (de sopa) de azeite extravirgem;
– Salsinha e cebolinha;
– 1 colher (de chá) de sal;
– 1 pote de iogurte natural.

Modo de preparo da massa

Misture a ricota, o azeite extravirgem, a salsinha, a cebolinha e o sal;

Para deixar o recheio bem cremoso, acrescente um pote de iogurte natural;

Misture novamente, até virar um patê.

A quantidade de patê da receita acima pode ser armazenada na geladeira por até três dias. Para saborear a sua saudável panqueca de tapioca, basta recheá-las com uma boa quantidade do patê e fechá-las. É importante ressaltar que a tapioca não é recomendável para pessoas com diabetes e pré-diabetes.

Créditos: www.remedio-caseiro.com

Receita de Bruscheta de tender e abacaxi

Receita de Bruscheta de tender e abacaxi

Ingredientes

1 tender
1 abacaxi
450g (3 potes) de cream cheese Philadelphia
3 colheres (sopa) de dill fresco picado
2 pães italiano (filão) fatiado
Azeite a gosto

Modo de preparo

Fatie o tender e o abacaxi em fatias finas.
Misture o Cream Cheese Philadelphia com o dill picado.
Monte as brusquetas colocando um fio de azeite sobre o pão, o Philadelphia com dill, uma ou duas fatias de Tender e meia fatia de abacaxi sobre ele.
Sirva fria ou leve ao forno para aquecer e dourar o pão levemente.
Rendimento: 20 porções
Tempo de preparo: 15 minutos

 

Fonte: Comida e Receitas - https://www.comidaereceitas.com.br

Escondidinho de Frango

Escondidinho de Frango

Ingredientes

2 peitos de frango
2 litros de caldo de frango
3 colheres (sopa) de óleo
2 cebolas picadas
2 dentes de alho amassados
2 tomates picados
1/2 kg de batatas cozidas e amassadas
Sal, pimenta do reino e noz-moscada a gosto
200g de queijo mussarela fatiado
Tabela de conversão de medidas

Modo de preparo
Limpe e cozinhe os peitos de frango no caldo até ficar bem macio.
Retire o frango (reserve o caldo) e pique em cubinhos.
À parte, aqueça o óleo e doure a cebola e o alho.
Acrescente o frango picado e mexa até dourar levemente.
Sem parar de mexer, junte o tomate, o sal e a pimenta até desmanchar (se for preciso, adicione um pouco do caldo do cozimento reservado).
Tempere as batatas amassadas com o sal e a noz-moscada e espalhe metade deste purê em um refratário previamente untado.
Cubra com frango e finalize com o purê restante.
Por último, espalhe as fatias de mussarela e leve ao forno preaquecido até dourar.
Sirva em seguida.
Rendimento: 10 porções

 

Fonte: Comida e Receitas - https://www.comidaereceitas.com.br/

Beringela ao Forno

Beringela ao Forno

Ingredientes

3 berinjelas médias
Sal a gosto
Molho de tomate
100g de mussarela
Tabela de conversão de medidas

Modo de preparo
Lave e pique em cubinhos ou em tiras as berinjelas.
Cozinhe-as com sal em pouca água, de forma que quando as berinjelas estiverem cozida a água esteja seca.
Arrume numa forma, camadas alternadas de berinjela cozida, molho de tomate e mussarela.
Leve ao forno por alguns minutos, até que derreta a mussarela.
Rendimento: 4 porções

Fonte: Comida e Receitas - https://www.comidaereceitas.com.br/

Salada Tropical com molho

Salada Tropical com molho

Ingredientes:
Alface
Rúcula
Agrião
Morangos
Uvas sem caroço
Manga (sem fiapo)
Tomate cereja

Molho:
200 ml de iogurte natural
1 lata de creme de leite
2 colher (sopa) do sumo de limão
2 colheres (sopa) de azeite
2 colheres (sopa) de cebola ralada (ou picada)
1 colher (chá) de sal
Hortelã picadinha (opcional)
Tabela de conversão de medidas

Modo de preparo:
Higienize muito bem todas as verduras e frutas.
Separe as folhas das verduras e pique as frutas.
Disponha em uma saladeira nessa ordem: alface, rúcula, agrião, tomate, uva, morango e manga.
Molho

Misture todos os ingredientes e sirva à parte.

Peru Recheado

Peru Recheado

Ingredientes:
1 peru de 5 a 6 kg

Recheio:
4 xícaras (chá) de cubinhos de pão tostados
1 xícara (chá) de laranja picada
2 maçãs pequenas, sem sementes e picadas (1 xícara)
1/2 xícara (chá) de uvas passas brancas, sem sementes
1/2 xícara (chá) de castanha do pará picadas
1 colher (chá) de sal
1 colher (chá) de molho inglês
Algumas gotas de molho de pimenta
Pimenta do reino e sal a gosto
1 xícara (chá) de manteiga para pincelar
Tabela de conversão de medidas

Modo de preparo:
Limpe, lave e enxague bem o peru.

Recheio:
Misture todos os ingredientes do recheio.
Cubra bem e deixe descansar por 1 hora.
Misture novamente os ingredientes e encha o papo do peru sem apertar demais.
Prenda o papo do peru com palitos.
Coloque o restante do recheio na cavidade do peru, também sem apertar.
Costure ou prenda com palitos.
Prenda também as asas e esfregue com sal e pimenta do reino a gosto.
Preaqueça o forno em temperatura alta (200C).
Ponha o peru numa assadeira e pincele-o inteiramente com 1/4 de xícara (chá) de manteiga derretida.
Cubra todo o peru com papel alumínio e leve ao forno aquecido.
O tempo de assar deve ser calculado em 40 a 50 minutos por quilo de peru.
Durante a última hora de cozimento, retire o papel de alumínio e pincele o peru várias vezes com manteiga derretida.
Retire o peru do forno e decore ao seu gosto.

Rendimento: 20 porções

Suco de fruta natural - benefícios x emagrecimento

Suco de fruta natural - benefícios x emagrecimento

A hidratação a base de sucos frescos de frutas e hortaliças oferece ao nosso corpo grande parte das vitaminas, sais minerais, aminoácidos e enzimas necessárias. Além disso, os líquidos sempre são bem-vindos ao nosso organismo.

O suco ajuda nosso corpo a assimilar os valiosos nutrientes encontrados nos alimentos. Encontradas nos vegetais, frutas e hortaliças, estão as enzimas: catalisadores orgânicos que aumentam a taxa de absorção dos alimentos pelo corpo. Entretanto, essas enzimas são destruídas com o cozimento dos alimentos. É por isso que uma parte da sua dieta deve ser constituída de produtos frescos e crus. A digestão rápida e fácil desses alimentos, possibilitada pelas enzimas, vai lhe dar mais energia e saúde.

Fruta, verdura ou legume, independentemente da receita da bebida, a água é presença constante. O líquido é essencial para manter as funções vitais do organismo, pois participa de todos os processos metabólicos.
Ao introduzir sucos naturais em sua dieta diária, você perceberá melhoras em sua saúde. Entre os benefícios, o suco de fruta:

Melhora o desempenho físico e cardiovascular.
Diminui a pressão arterial.
Proporciona um sono com mais qualidade, mais energia e menos estresse.
Controla a temperatura corporal.
Transporta as fibras que estimulam o trabalho do intestino.
Auxilia no funcionamento dos rins e favorece a digestão.
Favorece uma pele mais bonita e viçosa, pois os líquidos ajudam a varrer as toxinas que se acumulam no organismo.
Melhora o sistema imunológico.
O suco de laranja, aumenta a quantidade de substâncias benéficas diversas no organismo, fazendo com que ajude na proteção de doenças vasculares.
O suco de abacaxi é uma rica fonte de sais minerais, potássio, fósforo, magnésio, sódio, enxofre, ferro e cálcio. Além de ser rico em vitaminas A, do complexo B, e C. Para completar, ele ajuda muito sua digestão.
O suco de limão é um ótimo facilitador de liberação das toxinas do organismo. Seu alto teor cítrico faz com que ele tenha uma função de “detergente” em nosso estômago.
O suco de maçã é famoso no mundo feminino, pois ele possui um poder de rejuvenescimento, além de ser fonte de pectina, ajudando a remover as toxinas do organismo.

Sempre opte pelo natural, feito da própria fruta. Em seguida o em polpa (que nada mais é do que o conteúdo da fruta, embalado e congelado). Os sucos concentrados também podem ser consumidos de vez em quando, principalmente naqueles dias de correria, em que realmente você não tem tempo para preparar o suco de fruta.

Verifique os ingredientes nas embalagens: existem marcas que possuem uma quantidade de aditivos bem menor do que outras.É importante que os sucos sejam tomados imediatamente após o seu preparo para não haja perda de nutrientes e vitaminas.Apesar dos sucos de frutas conter vitaminas, sais minerais e enzimas, deve-se ter cautela na quantidade, tomar no máximo um copo por dia.

Sucos de Fruta e o Emagrecimento

Deve-se ter cuidado com o açúcar naturalmente contido nas frutas, a frutose. A frutose é rapidamente metabolizada na forma de gordura, bem mais rápido e direto do que glicose, muitas vezes promovendo o armazenamento de gordura, particularmente na região abdominal.

Tomar sucos de frutas pela manhã, tido por muitos como um hábito saudável, pode aumentar os riscos de diabetes do tipo II, devido à maior quantidade de açúcar. Afinal de contas, o suco normalmente contém muito mais frutas do que se consumíssemos essas frutas em estado bruto (é muito fácil, por exemplo, um suco conter 6 laranjas; e muito difícil comer essas mesmas 6 laranjas em estado natural)

Além disso, ao fazermos um suco, separamos a fruta (fibras) de seus fluidos. Isso faz com que esse açúcar seja absorvido muito mais rapidamente, aumentando os níveis de açúcar e insulina no sangue. Então para pessoas diabéticas ou acima do peso, evite consumir sucos de fruta diariamente.

Então, sucos — apesar de serem uma opção muitas vezes saudável — devem ser considerados com muita cautela principalmente para quem quer queimar gordura ou diabéticos.

E você, costuma consumir sucos de fruta?

 

(Fonte: www.belezaesaude.com)

9 benefícios da caminhada para o corpo e a mente

9 benefícios da caminhada para o corpo e a mente

Com a chegada do horário de verão fica mais fácil praticar atividades ao ar livre. Um dos exercícios mais simples é a caminhada, sem custos e sem restrições de idade.

Para estimular a adoção de hábitos saudáveis, listamos nove benefícios da caminhada que irão melhorar sua qualidade de vida. Acompanhe:

1. Melhora a circulação

Caminhar aproximadamente 40 minutos é capaz de reduzir a presão arterial durante 24 horas após o término do exercício. Isso acontece porque, durante a prática do exercício, o fluxo de sangue aumenta, levando os vasos sanguíneos a se expandirem, diminuindo a pressão.

A caminhada também faz com que a as válvulas do coração trabalhem mais, melhorando a circulação de hemoglobina e a oxigenação do corpo. Além disso, faz as artérias, veias e vasos capilares se dilatarem, tornando o transporte de oxigênio mais eficiente às partes periféricas do organismo, como braços e pernas. 

2. Pulmão mais eficiente

O pulmão também é bastante beneficiado pela caminhada. As trocas gasosas que ocorrem nesse órgão passam a ser mais poderosas quando a prática é frequente. Isso faz com que uma quantidade maior de impurezas saia do pulmão, deixando-o mais livre de catarros e poeiras. O exercício pode ajudar também a dilatar os brônquios e prevenir algumas inflamações nas vias aéreas, como bronquite.

3. Previne a osteoporose

O impacto dos pés com o chão tem efeito benéfico aos ossos. A compressão dos ossos da perna e a movimentação de todo o esqueleto durante a caminhada provocam estímulos elétricos, que facilitam a absorção de cálcio. O resultado: ossos mais resistentes e menos propensos a sofrerem com a osteoporose.

4. Afasta a depressão e aumenta o bem-estar

Durante a caminhada, nosso corpo libera uma quantidade maior de endorfina, hormônio responsável pela sensação de alegria e relaxamento. Quanto mais você caminha, mais endorfina seu organismo produz, gerando mais ânimo.

Especialmente quando realizada ao ar livre, a atividade pode melhorar significativamente a saúde mental, trazendo benefícios para o humor e a autoestima, independente da duração diária da prática.

5. Cérebro mais saudável

O mesmo efeito antienvelhecimento que a caminhada provoca para o corpo, pode ser visto também no cérebro, que aumenta seus circuitos e reduz os riscos de problemas de memória e falta de atenção.

Os estímulos aumentam a coordenação e fazem com que o cérebro seja capaz de responder a cada vez mais estímulos, sejam eles visuais, táteis, sonoros ou olfativos. 

6. Menos sonolência

A caminhada faz com que o corpo tenha um pico na produção de substâncias estimulantes, como a adrenalina, deixando-o mais disposto também depois dos exercícios. Somado a isso, ainda melhora a qualidade do sono noturno e reduz as chances de insônia.

7. Emagrecimento

Um dos benefícios mais famosos da caminhada, o emagrecimento é decorrente especialmente da queima de gorduras localizadas.

8. Protege contra derrames e infartos

Por ajudar a controlar a pressão sanguínea, caminhar é um fator de proteção contra infartos e derrames. A atividade também regula os níveis de colesterol no corpo, agindo tanto na diminuição da produção de gorduras ruins ao organismo – que têm mais facilidade de se acumular nas paredes dos vasos sanguíneos, causando derrames e infartos –, como no aumento da produção de HDL, mais conhecido como colesterol bom. 

9. Diabetes

A insulina, substância responsável pela absorção de glicose pelas células do corpo, é produzida em maior quantidade durante a prática da caminhada devido à maior circulação de sangue em todos os órgãos e ao estímulo das atividades do pâncreas e do fígado. Além disso, o treinamento aeróbico intenso produzido pela caminhada é capaz de reverter a resistência à insulina, fator importante para o desenvolvimento de diabetes.

(Fonte: www.doutorcoracao.com.br)

A importância de beber água no verão

A importância de beber água no verão

Praia, sol, mar e piscina. O verão é uma estação deliciosa e cheia de diversão. Mas, mesmo durante as férias, não podemos deixar de cuidar da saúde. Por isso sempre enfatizamos a importância de beber água durante os dias quentes. Mas, você sabe exatamente por quê?

A água é fundamental para o bom funcionamento do nosso organismo, afinal, ela representa de 40% a 80% do peso total de todo ser humano. Por isso, é comum ouvir que devemos consumir cerca de 2 litros de água todos os dias, para repor a perda natural de líquidos através do suor, saliva, urina e fezes.

Durante o verão, por conta das altas temperaturas, perdemos maiores quantidades destes líquidos, pois suamos e salivamos ainda mais. Se praticarmos alguma atividade física então, essa desidratação é ainda maior. Por isso devemos estar sempre atentos, ingerir água regularmente e manter a hidratação contínua do nosso corpo nos dias mais quentes.

Segundo os nutricionistas, durante 24 horas perdemos cerca de 2 litros de água, pois nosso organismo não possui condições de armazenar líquidos. Por isso é fundamental consumir os 2 litros de água ou mais indicados pelos médicos, para repor nossa necessidade diária e manter nosso corpo bem hidratado.

Mas, não se engane, o consumo de sucos, refrigerantes e bebidas alcoólicas não devem entrar nesta conta, pois os açúcares e o álcool presentes nestas bebidas ajudam o organismo a consumir mais líquido e mais nutrientes.

Além de consumir bastante água, o verão também exige uma alimentação mais saudável. Ao comer frutas, legumes e vegetais, nosso organismo consegue adquirir 18% do consumo diário de líquidos, além de nutrientes, vitaminas e proteínas fundamentais para a saúde.

Então não se esqueça, sempre carregue uma garrafinha de água com você e procure beber alguns goles a cada 10 minutos. Se você tem dificuldades de lembrar de beber água, pode recorrer a alguns aplicativos para smartphone que te ajudam a cronometrar o tempo e até a quantidade de água que você já bebeu durante o dia, além de te enviar lembretes constantes para beber água de acordo com a sua programação. É uma mão na roda para os esquecidinhos.

(Fonte: http://simplifica.efacil.com.br/)

Arroz Doce

Arroz Doce

Ingredientes:
1 xícara (chá) de arroz
Casca de ½ limão siciliano
4 xícaras (chá) de leite
½ xícara (chá) de açúcar
Canela em pó para polvilhar

Preparo:
Em uma panela com 2 xícaras de água, cozinhe o arroz com a casca de limão por 10 minutos ou até que ele absorva quase toda a água. Junte o leite, o açúcar e aumente o fogo até ferver. Abaixe o fogo e cozinhe por 25 minutos ou até o arroz ficar macio, mas al dente e absorver quase todo o líquido. Retire do fogo, cubra e deixe em temperatura ambiente por 30 minutos. Se desejar, acrescente um pouco de leite na hora de servir para ficar mais cremoso. Sirva morno ou gelado polvilhado com canela.

Risoto de Palmito com Tomate Seco

Risoto de Palmito com Tomate Seco

Ingredientes:
1 Colher (sopa) de Manteiga
2 Dentes de Alho (picado)
1 Xícara (chá) de Arroz Arbório
1 Xícara (chá) de Vinho Branco (seco)
50g Tomate Seco
100g Palmito Picado
3 Colheres (sopa) de Queijo Parmesão
1 Caldo de Legumes
2½ Xícaras (chá) de Água
Salsinha a gosto 

Preparo:
Comece preparando o caldo de legumes, dissolvendo ele em 2 xícaras e ½ de água quente e reserve.
Em uma panela derreta a manteiga (ou margarina) frite rapidamente o alho até começar a dourar, adicione o arroz e refogue.
Junte o vinho branco e deixe reduzir para evaporar o álcool misturando bem.
Assim que o vinho estiver evaporado, comece a adicionar o caldo de legumes, 1 concha por vez e sem parar de misturar, para o que arroz solte o amido e fique cremoso. Ao chegar na metade do caldo, junte o tomate seco picado, palmito picado, misture bem e continue adicionando o caldo até que o arroz esteja macio. Quando o arroz ficar no ponto, junte o queijo parmesão, acerte o sal e tempere com pimenta do reino e salsinha, misture bem e sirva ainda quente.

.

Espaguete Alho e Óleo

Espaguete Alho e Óleo

Ingredientes:
500 g de massa espaguete
6 colheres (sopa) de azeite
5 dentes de alho
4 colheres (sopa) de salsinha picada
Sal e pimenta-do-reino moída a gosto 

Preparo:
Em um caldeirão, aqueça bastante água temperada com sal e leve ao fogo até ferver. Quando estiver
borbulhando, coloque a massa, misture bem e cozinhe até ficar al dente. Enquanto isto, descasque os alhos e com uma faca pequena e afiada, corte lâminas bem finas de alho. Quando a massa estiver quase pronta, aqueça o azeite em uma frigideira e refogue o alho até murchar. Escorra a massa e jogue na frigideira. Misture bem, tempere com sal e pimenta e salsinha. Sirva em seguida com queijo parmesão ralado, se desejar.

Pudim de Sorvete

Pudim de Sorvete

Ingredientes:
1 Lata de Leite Condensado
2 Colheres de Maisena
500ml de Leite
4 ovos
1 Lata de Creme de Leite.
Calda:
3 Colheres (sopa) de chocolate em pó
100ml de leite 

Preparo:
Bata no liquidificador o leite condensado, a maisena, o leite e as gemas.
Depois coloque em uma panela e leve ao fogo até formar um creme, mexendo sempre, deixe esfriar.
Bata 4 claras em neve, misture o creme de leite com as claras, depois misture com o creme (feito no fogo) e bata na batedeira por 5 minutos.
Calda: 
Misture o chocolate com o leite e leve ao fogo mexendo sempre até formar uma calda.
Montagem: Espalhe em uma forma de pudim primeiro a calda, depois o creme e leve ao congelador/freezer.

Bolinho de Chuva

Bolinho de Chuva

Ingredientes:
2 xícaras (chá) de farinha de trigo
½ xícara (chá) de açúcar refinado
1 pitada de sal
1 colher (chá) de fermento em pó
½ xícara (chá) de leite integral
2 colheres (sopa) de manteiga derretida
1 ovo médio
2 xícaras (chá) de óleo de soja para fritar
2 colheres (sopa) de açúcar de confeiteiro 

Preparo:
Peneire em uma tigela a farinha de trigo com o açúcar, o sal e o fermento em pó. Faça uma cavidade no centro. Junte o leite misturado com a manteiga e o ovo. Misture com uma colher por 3 minutos ou até a massa ficar lisa e homogênea.
Coloque o óleo em uma panela, leve ao fogo e deixe aquecer por 5 minutos ou até aquecer (não deixe ficar muito quente para a massa ficar cozida por dentro). Aos poucos disponha colheradas da massa formando os bolinhos. Assim que forem dourando retire com uma escumadeira e disponha os bolinhos sobre toalha de papel.
Polvilhe com o açúcar de confeiteiro. Sirva com chá preto e rodelas de limão.

Bolo Cremoso de Milho

Bolo Cremoso de Milho

Ingredientes:
¾ xícara de farrinha de Trigo
03 Colheres de Sopa de Manteiga
04 Ovos
01 e ½ xícaras de Açúcar
02 latas de Milho Verde, escorrido e lavado em água corrente
400 ml de Leite de Coco 

Preparo:
Misture bem todos os ingredientes no liquidificador até obter uma massa homogênea.
Coloque em uma forma untada e enfarinhada.
Leve ao forno pré-aquecido por 10 minutos.
Deixe assar a 200° durante 1 hora.

Gelatina Mosaíco

Gelatina Mosaíco

Ingredientes:
4 pacotes de gelatina de cores e sabores diferentes
1/2 envelope de gelatina em pó sem sabor
1 lata de leite condensado
1 medida (da lata de leite condensado) de leite 

Preparo:
Prepare as gelatinas coloridas separadamente, diluindo cada uma delas em meia xícara (chá) de água fervente e meia xícara (chá) de água fria.
Coloque em recipientes refratários retangulares ou quadrados. Deixe esfriar e leve á geladeira, até que fiquem bem consistentes. Retire da geladeira e corte em cubos.
Junte cinco colheres (sopa) de água fria à gelatina sem sabor e leve ao fogo em banho-maria até dissolver.
Bata no liquidificador o leite condensado com o leite e a gelatina sem sabor dissolvida até ficar homogênea.
Despeje os cubos reservados de gelatina em taças e sobre eles a mistura de leite condensado e leve à geladeira até ficar consistente.

O que se deve comer antes e depois de fazer exercícios

A alimentação antes do treino é a mais importante. Segundo especialista, ela deve ser ajustada para o tipo de atividade

Quando ciclistas colombianos viajaram à França para competir pela primeira vez no famoso Tour de France, em 1984, levaram consigo um suplemento energético que nunca tinha sido visto naquelas estradas: a rapadura.

Esse alimento chamou tanta atenção que os colegas de outras equipes – e outras nacionalidades –, vendo os colombianos escalarem as montanhas "como se estivessem descendo", começaram a pedir um pedaço dos "tijolos" que eles comiam.

A utilização do açúcar como um aliado dos ciclistas é apenas uma anedota, mas revela uma verdade bem conhecida: alimentação é essencial para os atletas, especialmente porque é a fonte de energia para a competição.

Por isso, é importante saber qual é a melhor maneira de se alimentar na hora de fazer um exercício.

Quindim

Quindim

Ingredientes:
1 xícara (chá) de açúcar refinado
8 gemas médias peneiradas
½ xícara (chá) de coco ralado desidratado (com adição de açúcar)
2 colheres (sopa) de manteiga sem sal
Para decorar: hortelã

Preparo:
Misture em uma panela o açúcar (reserve 2 colheres das de sopa) com ½ xícara (chá) de água. Leve ao fogo e cozinhe, sem mexer, por 10 minutos ou até fazer uma calda em ponto de fio ralo. Retire do fogo e misture delicadamente 1 colher (sopa) de manteiga. Não mexa muito para não açucarar a calda. Deixe esfriar por 5 minutos.
Bata por 5 minutos as gemas no liquidificador. Despeje em uma tigela e misture o coco e a calda. Despeje em uma assadeira com furo no meio (capacidade para 1 litro) untada com a manteiga restante e polvilhe com o açúcar reservado. Leve ao forno preaquecido, em temperatura média (180ºC), em banho-maria, por 1 hora ou até que enfiando um palito no quindim ele saia limpo. Retire do forno e desenforme depois de frio. Decore com hortelã.

Arroz Integral

Arroz Integral

O arroz integral é rico em fibras, proteínas, minerais e vitaminas do complexo B e, como dele só é retirada a casca, os nutrientes concentrados na sua película e gérmen conferem mais vantagens à saúde do que o arroz processado, que mantém apenas o endosperma do grão, rico em amido.

Isento de glúten e de fácil digestão, este alimento mantém a saciedade do indivíduo por mais tempo e auxilia no bom funcionamento intestinal, podendo ser preparado de diversas formas, tal como o arroz processado.

Suas principais vantagens incluem: redução do risco de disfunções intestinais, auxílio no metabolismo de glicose nos diabéticos, proteção do sistema nervoso, auxílio nas contrações musculares, dentre outros benefícios.

Há três tipos de arroz integral: o cateto, o agulha e o vermelho, que se diferem principalmente quanto à cor e forma, já que as propriedades nutricionais são bem semelhantes.